Carteira de operador de máquinas pesadas: existe habilitação correta?

Carteira de operador de máquinas pesadas: existe habilitação correta?

19 de maio de 2021 0 Por Bamaq Máquinas

Quem não opera máquinas ou não está no ramo de construção com certeza já se perguntou se existe carteira de operador de máquinas pesadas. E para os nossos amigos operadores, pode ser que o assunto gere algumas controvérsias. Mas afinal, existe ou não existe habilitação para operador de máquina?

No artigo de hoje a gente vai entender qual a visão do mercado sobre o assunto, o que dizem as leis e também as normas de segurança.

Tipos de carteira de habilitação

Primeiro vamos voltar às aulas de legislação e relembrar quais os tipos de habilitação existentes.

Lei 9503, Artigo 143 do Código de Trânsito Brasileiro

  • Categoria A – veículo motorizado de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral;
  • Categoria B – veículo motorizado, não abrangido pela categoria A, cujo peso bruto total não exceda a 3.500 kg e cuja lotação não exceda a 8 lugares, sem contar o motorista;
  • Categoria C – veículo motorizado utilizado em transporte de carga, cujo peso bruto total exceda a 3.500 kg;
  • Categoria D – veículo motorizado utilizado no transporte de passageiros, cuja lotação exceda a 8 lugares, sem contar o motorista;
  • Categoria E – combinação de veículos em que a unidade tratora se enquadre nas categorias B, C ou D e a unidade acoplada (reboque, semirreboque, trailer ou articulada) tenha 6.000 kg ou mais de peso bruto total, ou cuja lotação exceda a 8 lugares.

Nenhuma dessas categorias é descrita como carteira de operador de máquinas pesadas. Já a NR 11 afirma que “operadores de equipamentos de transporte motorizado deverão ser habilitados”, mas também não faz menção a uma categoria específica.

Mas então…

Qual a carteira de operador de máquinas pesadas correta?

A verdade é que depende. No caso das máquinas de linha amarela, que muitas vezes precisam circular em vias de trânsito  públicas, é aconselhável que o operador possua uma habilitação nas categorias C, D ou E, dependendo do porte da máquina.

Também é aconselhável que a máquina seja regulamentada e emplacada, assim como qualquer equipamento que necessite circular nas ruas. O emplacamento, quando necessário, cabe ao proprietário da máquina.

Empresas de grande porte, em sua maioria, também costumam pedir que o operador de máquinas pesadas tenha a carteira de habilitação C, D ou E, além de um cartão de certificação que deve ser renovado anualmente, juntamente ao exame médico mencionado na NR 11. Mas apesar das normas, a habilitação do DETRAN não é uma prática comum no mercado.

É importante lembrar que não existem fiscalizações para verificar habilitações de operadores ou situações dos equipamentos dentro de propriedades privadas. Por isso, cada empresa, e até mesmo fazendas, têm suas próprias normas em relação à carteira de operador de máquinas pesadas.

Vale lembrar que equipamentos como retroescavadeiras, motoniveladoras, tratores de esteira, dentre outras, são veículos projetados para execução de tarefas na área da construção civil. Por isso, muitos vão concordar que independente de habilitação, é necessário seguir alguns procedimentos e normas de segurança.

Portanto, é importante também se capacitar. Máquinas são veículos complexos, e operá-las sem qualificação ou conhecimento adequado pode colocar em risco a saúde e a vida de quem opera e de outras pessoas.

Todas as máquinas exigem CNH?

Como falamos antes, a categoria da carteira de operador de máquinas pesadas vai depender do porte da máquina e da exigência da empresa na qual o operador vai trabalhar ou prestar serviço.

Para tratores, retroescavadeira, pá carregadeiras e motoniveladoras, costumam ser indicadas as categorias D ou E. Já para as empilhadeiras e minicarregadeiras, podem ser as categorias C, D ou E, mas isso vai depender de normas estabelecidas pelas próprias empresas contratantes.

E também como já falamos, independente de habilitação, existem algumas normas de segurança como a NR 6 e a NR 11. Essas normas são muito importantes para garantir a integridade e saúde de todos, principalmente dos operadores, e evitar acidentes.

Capacitação para operadores de máquinas pesadas

Mesmo que não exista uma carteira de operador de máquinas pesadas específica, é interessante que o operador busque se capacitar para realizar os serviços demandados com precisão e excelência, além de se destacar no mercado.

Abaixo listamos algumas aulas que você pode fazer para iniciar a sua carreira como operador de máquinas ou então ampliar os seus conhecimentos:

  • Introdução à operação de máquinas pesadas;
  • Técnicas de operação de máquinas pesadas;
  • Normas regulamentadoras (NR 06, NR 11, NR 12, NR 18, NR 26);
  • Responsabilidades do operador de máquinas;
  • Conhecimento dos principais sistemas e componentes das máquinas e equipamentos;
  • Inspeção inicial da máquina e equipamento;
  • Conhecimento técnico e segurança na manutenção;
  • Importância da manutenção corretiva e preventiva;
  • Lista de verificação;
  • Cuidados ao utilizar a máquina;
  • Práticas recomendadas para o uso de máquinas e equipamentos;
  • Cuidados com o sistema de esteiras, pneus e rodas;
  • Política ambiental (relações com o meio ambiente);
  • Normas de segurança e segurança na operação;
  • Uso de uniformes e EPIs (equipamentos de proteção individual);
  • Direção defensiva abordando negligência, leis, imprudência, atenção, habilidade, imperícia, ação e descanso;
  • Operação de máquinas pesadas sob o efeito de álcool e drogas;
  • Exercícios e aulas práticas com um ou mais equipamentos.

Além disso, algumas instituições reconhecidas oferecem cursos de capacitação certificados para operação de máquinas pesadas:

Gostou dessas dicas e quer saber mais sobre a operação de máquinas pesadas em diferentes setores da indústria? Veja mais em nosso blog. E conta aqui pra gente nos comentários como que é na empresa que você trabalha e qual a sua opinião sobre o assunto.